Bem-vindo(a), visitante! [ Login

Sexta Feira Santa e a tradição do mexilhão na Praia das Maçãs

Noticias 19 de Abril de 2019

Embora o tempo não ajude muito, os resistentes em manter a nossa tradição viva, lá se encheram de coragem e foram ao mar “apanhar mexilhão”.

Esta tradição que se perde nos tempos na sexta-feira santa, é muito própria da Costa Sintrense.

Há mil e uma maneiras de cozinhar o Mexilhão, esta é uma delas

Mexilhões à Provençal

Coze-se uma porção de mexilhões e depois de cozidos tira-se-lhe o pincel ou barbas que têm seguro ao corpo; pica-se depois muito bem o mexilhão depois de retirado da casca e leva-se assim picado a uma frigideira com um dente de alho esmagado, alguma pimenta moída, um golpe de azeite bom, sal suficiente; salteiam-se, ou deixam-se ferver por um momento, e em estando o marisco bem saturado deste tempero, tira-se do lume, mistura-se-lhe um pouco de esparregado de espinafres, como abaixo explico, e tempera-se com sumo de limão. O esparregado faz-se de espinafres, com bom azeite um dente de calho e uma pitado de pimenta, coze-se os espinafres com a água do mexilhão e engrossando o esparregado com pequena porção de farinha, que deve ficar bem cozida; tempera-se de sal e faz-se o seguinte: enchem-se as cascas dos mexilhões com o picado dos mesmos e com os espinafres que fizemos; depois de cheias unem-se uma à outra e atam-se com uma linha; em estando esgotado o picado, põe-se no fundo de uma frigideira funda uma camada de mexilhões cheios e picado, em cima destes outra camada esparregado e assim sucessivamente até acabar uma e outra coisa, contando que a ultima camada seja esparregado; põem-se então em cima deste pão e queijo parmesão ralado salpica-se com azeite e vai ao forno forte; em estando coradinho por cima tira-se e serve-se. 

Para acompanhar um branco “Chão D’Areia” da Adega Regional de Colares. 

Nota
Muitas destas receitas foram elaboradas no princípio do século passado e como tal o português empregue nessa altura, era um pouco diferente daquele hoje utilizamos. Elas foram-me passadas assim, pela minha avó Margarida de Portalegre e em sua homenagem procuro não adulterar a sua real origem.

Texto e fotos: Vitalino Cara d’Anjo

Links patrocinados

Deixe um comentário

Você precisa estar logadopara postar um comentário.

  • Primeiro festival de jazz na Aldeia da Praia

    por em 18 de Outubro de 2019 - 0 Comentários

    A invino e a Aldeiadapraia tem o enorme prazer de convidá-lo para o primeiro festival de jazz na Aldeia da Praia. é já no próximo dia 1 e 2 de Novembro (sexta feira e sábado), dentro do espaço invino, que vão tocar alguns dos melhores músicos do panorama jazz de Portugal: Dia 1 de Novembro: […]

  • Upliftin na Invino

    por em 18 de Outubro de 2019 - 0 Comentários

    Os Upliftin vão estar este sábado, 19 de outubro, a partir das 21 horas na Invino com mais um concerto a animar as noites frescas de outono da Aldeia da Praia na Praia das Maçãs Uplifitin – World Tunes and Reggae Good Vibrations Paul Robert – Guitarra e VozCarlos Godinho – GuitarraFrancisco Almeida – BaixoHelder […]

  • Na loja Invino

    por em 18 de Outubro de 2019 - 0 Comentários

    Soalheiro Allo um vinho branco vibrante e preciso com um equilíbrio ímpar devido ao perfil aromático, à frescura e ao teor alcoólico moderadamente baixo. O Alvarinho confere estrutura e o Loureiro a distinção aromática. Invino no Facebook

  • Bom fim de semana com o Guia de Colares

    por em 18 de Outubro de 2019 - 0 Comentários

Aldeias Seguras de Sintra

Tempo em Colares

Emergência/Utilidade

  • Ad 1
  • Ad 2
  • Ad 3
  • Ad 4
  • Ad 5
  • Ad 6

Parceiros

  • Ad 1
  • Ad 2
  • Ad 3
  • Ad 4
  • Ad 5
  • PTServidor

Farmácias de Serviço – Sintra

App Android Rádio Ideias

Publicidade

Amigos no Facebook