Bem-vindo(a), visitante! [ Login

Cabo da Roca

cabodarocanO Ponto mais ocidental da Europa…”onde a Terra acaba e o mar começa”.

Trata-se do ponto mais Ocidental do continente europeu, situado no extremo final da Serra de Sintra, “o ponto onde a terra acaba e o mar começa”, como escreveu Luís de Camões(in Os Lusíadas, Canto VIII).O Cabo da Roca é também denominado “Focinho da Roca” pelas gentes ligadas às coisas do mar, e mais poeticamente por “Promontório da Lua”

Quando nos aproximamos do local, vindos da aldeia da Azóia, começamos por avistar o Farol, a 165 metros de altitude e datado de 1772; depois o olhar volta-se para a imensidão do oceano Atlântico revelando-nos um dos locais mais emblemáticos de Portugal. É o confronto de peito aberto com o mar. Respira-se a custo, sente-se nas costas todo o peso do continente, enquanto os olhos se abrem para o convite do oceano. É no Cabo da Roca que a expressão “jangada de pedra” ganha todo o seu significado, com a vantagem de cada um poder sentir-se timoneiro, comandante ou náufrago da embarcação. Ou nostálgico do mar, que é símbolo de partida e da esperança de um eterno recomeço. Certo, certo é que ninguém de lá sai como chegou e para franquear o portal mágico do Cabo da Roca não é preciso password. Basta ir, fazer uma pausa nos fins-de-semana consagrados aos templos do consumismo e recuperar um pouco, nem que seja só um bocadinho, daquela ligação ancestral à terra, à natureza e a tudo o que sensibiliza e enobrece.

 

 

Deixe um comentário

Você precisa estar logadopara postar um comentário.