Bem-vindo(a), visitante! [ Login

Elétrico de Sintra

Curiosidades 22 de Abril de 2015

Elctrico

 

História

A ideia de ligar Sintra a Colares e posteriormente à Praia das Maçãs surgiu em 1886. Durante vários anos foram feitas sucessivas tentativas para a concretização deste projeto que fracassaram uma a uma.

Só em novembro de 1898 foi dado um passo de gigante, quando a Câmara concedeu a Nunes de Carvalho e Emídio Pinheiro Borges, pelo prazo de 99 anos, a concessão para construir e explorar um caminho de ferro a vapor entre Sintra e a Praia das Maçãs, mais tarde substituída pela tração elétrica.

Em julho de 1900 é constituída a Companhia do Caminho de Ferro de Cintra à Praia das Maçãs que em 1904 passou a denominar-se Companhia Cintra ao Oceano.

Em agosto de 1902, na zona da Estefânia começou a construção desta linha e, em março de 1903 são encomendados à firma americana J. G. Brill Company, 13 elétricos, sendo 7 carros motores e 6 atrelados.

eletr-110-01
A 31 de março de 1904 é aberto o primeiro troço desta linha, entre Sintra (Vila Velha) e São Sebastião de Colares, numa extensão de 8,900 metros e a 10 de julho seguinte, foi aberto o troço até à Praia das Maçãs, numa extensão de 3,785 metros.

Desde o início, a vida dos elétricos foi sempre atribulada. Em 1914 é constituída a Companhia Sintra-Atlântico que substituiu a anterior empresa que entretanto tinha falido.

A 31 de janeiro de 1930 os elétricos chegam à pitoresca vila das Azenhas do Mar. A linha atingia assim a sua máxima extensão: 14,600 metros.

Os elétricos de Sintra tinham entrado no seu melhor período impulsionados pelo dinamismo do seu administrador, Camilo Farinhas que dirige a Sintra-Atlântico até ao ano da sua morte, em 1946.

A decadência surgirá a partir de finais dos anos 40 com o desenvolvimento dos transportes mecânicos.

A partir de 1953 os elétricos passam a funcionar somente durante o Verão e em 1955 é encerrado o troço Praia das Maçãs e Azenhas do Mar. Em 1958 o mesmo acontece ao troço entre a Vila Velha e a Estação de Sintra, devido ao alargamento da Volta do Duche e do incremento do tráfego automóvel nesta zona de Sintra.

Funcionando unicamente nas épocas estivais entre Sintra (Estação) e a Praia das Maçãs, os elétricos vão adquirir um estatuto muito especial, tornando-se num autêntico “ex-libris” de Sintra e conhecendo um novo período de ouro. Aos domingos e feriados, era comum ver autênticas avalanches de pessoas à procura de um lugar nos elétricos. Não havia elétricos que chegassem para transportar tanta gente.

eletrico-110-08Em agosto de 1967, a Sintra-Atlântico é comprada pelo grupo de camionagem Eduardo Jorge. Com esta nova administração o investimento nos elétricos reduz-se ao mínimo da sua sobrevivência esperando pelo fim da sua concessão pois, a exploração há muito tinha deixado de ser rentável. A degradação das infra-estruturas e material circulante tornam-se visíveis, fruto do desinvestimento por parte da empresa concessionária.

Este panorama nada animador prolonga-se até 1974, ano em que os eléctricos funcionam pela última vez até Sintra. Em de julho de 1975 é autorizada a substituição dos elétricos por autocarros.

Apesar de todas as adversidades, a vontade de colocar os elétricos novamente nos carris não acabou e a 15 de maio de 1980, foi oficialmente reiniciada a circulação dos elétricos nesta linha mas, somente entre o Banzão e a Praia.

Entre 1996/97 foi recuperado o troço entre a Ribeira e a Praia das Maçãs e a 30 de outubro de 1997, a Ribeira viu novamente chegarem os eléctricos. A 4 de junho de 2004, precisamente no ano do seu centenário, os elétricos chegam de novo a Sintra, mais propriamente até à zona da Estefânia.

De novo em funcionamento este “património sobre carris” e muitos anos depois, é com grande alegria que se voltou a ver os carros eléctricos a circular cheios de passageiros.

 
Fazer download deste ficheiro (ElectricoSintra Regras.pdf)Regras do elétrico 1156 kB

 

Fonte: Site C. M. Sintra

 

 

Capela da Nossa Senhora da Praia

Curiosidades 7 de Abril de 2015

Programa de João Rodil. Fala sobre a Capela da Nossa Senhora da Praia

Fonte: Saloia TV

Alma Saloia – Almoçageme

Curiosidades 7 de Abril de 2015

Historiador João Rodil fala sobre Almoçageme.
A SaloiaTV agradece aos comerciantes que apoiaram este projecto e que pode ver neste video.
@João Rodil

Fonte: Saloia TV

Vinho de Colares

Curiosidades 31 de Março de 2015

A História

vinhasdecolaresIgnora-se quando se plantaram aqui as primeiras vinhas. Mas a expansão da vinha na Península remonta à mais alta Antiguidade. Políbio fala dos vinhos da Lusitânia como sendo dos melhores da Europa, um século antes da era cristã. Continuar lendo…

Colares DOC

Curiosidades 30 de Março de 2015

vinho colares

Colares é uma pequena região vinícola portuguesa no concelho de Sintra, em redor da vila de Colares, entre a serra e o Atlântico. A região tem a classificação DOC,Denominação de Origem Controlada e estende-se ao longo da costa, com as vinhas protegidas por dunas de areia. A região é conhecida pelos vinhos tintos encorpados, de cor densa e ricos taninos.

A certificação da DOC Colares é feita pela Comissão Vitivinícola Regional de Bucelas, Carcavelos e Colares. Continuar lendo…

Lenda de Milides

Curiosidades 29 de Março de 2015

Mapa - Lenda de Milides

Segundo o livro “Cintra Pinturesca” do Visconde de Juromenha, editado em 1838 e reimpresso pela Câmara Municipal de Sintra, “a pouca distância do Convento dos Capuchos da Serra, fica a antiquíssima Ermida da Senhora de Milides, cuja origem data do princípio da Monarchia.

Nas ruínas de tão modesto edifício que se diz ter sido a primeira parochia da Villa, ainda se divisam os fragmentos da sua respeitável antiguidade. Continuar lendo…

Santuário de Nossa Senhora da Peninha

Curiosidades 11 de Março de 2015

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Capela

Segundo a lenda, a primeira ermida foi construída com pedra solta depois de, na sequência da aparição de Nossa Senhora a uma pastorinha, se ter encontrado naquele local uma imagem da Virgem, facto que, segundo a narrativa, terá ocorrido ainda no reinado de D. João III. Continuar lendo…

Lenda de Alvidrar

Curiosidades 11 de Março de 2015

Mapa - Lenda de Alvidrar

Há muitos séculos atrás, o Deus Vulcano, figura sinistra e perversa, jurou vingar-se para todo o sempre duma formosa princesa, espelho de virtudes sem par.

O maligno Vulcano, seguindo ruíns desígnios, pretendeu casar-se com a esbelta princesa que já a outro prometera a sua mão. Continuar lendo…

Lenda de Colares

Curiosidades 11 de Março de 2015

Mapa - Lenda de Colares

O historiador João de Barros, no romance de cavalaria “Crónica do Imperador Clarimundo”, editado em 1532 e oferecido ao Rei D. João III, fez desenvolvida referencia a Colir (Colares) situada ao pé de “uma serra de maravilhosa grandeza e altura, que como uma ponta se mete no mar,e bem a outra entra pelo sertão da terra contra a uma populosa cidade de Lisboa, que jaz da outra onde o rio Tejo se mete no grã mar oceano”. Continuar lendo…

Links patrocinados

Aldeias Seguras de Sintra

Tempo em Colares

Emergência/Utilidade

  • Ad 1
  • Ad 2
  • Ad 3
  • Ad 4
  • Ad 5
  • Ad 6

Parceiros

  • Ad 1
  • Ad 2
  • Ad 3
  • Ad 4
  • Ad 5
  • PTServidor

Farmácias de Serviço – Sintra

App Android Rádio Ideias

Publicidade

Amigos no Facebook